MUDANÇA DE TELEFONES

Informamos que a partir de Agosto os telefones da Garante Comendador mudarão para 3040-8600/3040-5035.

 

 

Agradecemos a sua compreensão.

 

 

Atenciosamente,

Equipe Garante Comendador

 

 

 

 

ERRO PARA ACESSAR SEU BOLETO? SAIBA COMO HABILITAR COOKIES

Caso esteja dando erro para emitir o seu boleto pelo nosso site, é porque os cookies em seu navegador está desabilitado. Segue abaixo o passo a passo para habilitar os cookies (utilizando o Google Chrome).

1º Passo: Clique nos 3 pontinhos do canto direito do navegador, como na imagem abaixo;

Sem título01

2º Passo: Quando você clicar nos 3 pontinhos aparecerá uma caixa com várias opções, selecione a opção “Configurações”;
Sem título02

3º Passo: Ao clicar em configurações abrirá uma página com as configurações, role a pagina até em baixo e clique em “Mostrar configurações avançadas…”

Sem título03

4º Passo: Abaixo de “Privacidade” selecione “Configurações de Conteúdo”;

Sem título04

5º Passo: Ao clicar na opção anterior abrirá uma outra caixa. Na opção “Cookies” clique em “Gerenciar Exceções”;

Sem título05

6º Passo: Quando clicar em “gerenciar exceções” abrirá uma outra caixa. Como na imagem abaixo, coloque o endereço da Garante e clique em concluído.

Sem título06

Para finalizar, feche seu navegador e abra novamente.

Depois de seguir estes passos, os cookies estarão habilitados e não ocorrerá erros para emitir seu boleto.

Caso continue dando algum erro, mesmo habilitando os cookies, pedimos que nos mande por e-mail um “print Screen” do erro para verificarmos o ocorrido.

Equipe Garante Comendador

COMUNICADO: HORÁRIO DIA 26/12/2015 E 02/01/2016

Caro cliente!

 

No dia 26/12/2015 e 02/01/2016 a portaria do Edifício Center Everest estará fechada, mas a Garante terá expediente normal, caso queira vir até nosso escritório, para entrar será preciso apertar a campainha do Edifício que fica na entrada da Rua Comendador Araújo nº143 que o segurança irá liberar a entrada.

 

Atenciosamente,

Equipe Garante Comendador

Formulário do Condomínio

Formulário do Condomínio

Com o intuito de facilitar o dia a dia de síndicos, administradoras, condôminos e demais interessados em conteúdos condominiais, criamos o Formulário do Condomínio, que será semanalmente atualizado, por tempo indeterminado.

Todos os arquivos podem ser baixados gratuitamente e sem necessidade de cadastro. Os destaques em amarelo são campos que precisam ser alimentados pelo usuário e que muitas vezes possuem um texto sugestivo ou exemplificativo.

Aliás, todos os modelos são exemplificativos. Por isso, salientamos a importância do auxílio de um advogado ou especialista para sanar quaisquer dúvidas na utilização dos arquivos.

Todo o conteúdo está sendo minuciosamente revisado, mas sempre que notarmos alguma falha ou algo a ser melhorado, atualizaremos o arquivo já publicado.

Se você tiver qualquer recomendação ou sugestão de modelo a ser criado, entre em contato conosco clicando aqui.

Esperamos que o Formulário do Condomínio seja útil para atender às necessidades rotineiras do seu condomínio.

RECURSO-IMPOSIÇÃO-MULTA

FICHA-DE-OCORRÊNCIAS

FICHA-DE-CADASTRO-DE-MORADORES

TERMO-DE-APROVAÇÃO-DE-CONTAS-PELO-CONSELHO-CONSULTIVO

ABAIXO-ASSINADO

CARTA-COBRANÇA-EXTRAJUDICIAL

CARTA-DE-APRESENTAÇÃO-NOVO-SÍNDICO

TERMO-DE-ACORDO-PAGAMENTO-DE-TAXAS-EM-ATRASO

NOTIFICAÇÃO-APLICAÇÃO-MULTA-CONDÔMINO-ANTISSOCIAL

AUTORIZAÇÃO-PARA-REALIZAÇÃO-DE-OBRA

NOTIFICAÇÃO-PARALISAÇÃO-DE-OBRA

CARTA-DE-SOLICITAÇÃO-PRESTAÇÃO-DE-CONTAS-AO-SÍNDICO

ADVERTÊNCIA-ANTES-DA-APLICAÇÃO-DE-MULTA

DECLARAÇÃO-PARCIAL-DE-QUITAÇÃO

DECLARAÇÃO-DE-QUITAÇÃO

NOTIFICAÇÃO-APLICAÇÃO-MULTA-COM-PRAZO-PRA-RECURSO-2

ATA-DE-ASSEMBLEIA1

CONVOCAÇÃO-AGE-ou-AGO-POR-CONDÔMINOSCONVOCAÇÃO-AGE

PROCURAÇÃO-PARA-ASSEMBLEIA

AUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DE CONTAAUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DE CONTA

Fonte: Viva o Condomínio (http://www.vivaocondominio.com.br/)

O condomínio e sua exposição à lei

Descuidos e falta de conhecimento da legislação podem gerar processos na Justiça. De acordo com Carlos Samuel de Oliveira Freitas (foto), advogado e proprietário de administradora de condomínios no Rio de Janeiro, contratar ou demitir um funcionário é um processo burocrático, mas não é tão difícil quanto enfrentar uma ação trabalhista. Para o empresário, quando a questão judicial envolve o condomínio, a situação fica ainda pior. Segundo ele, o síndico deve conhecer todos os trâmites para contratar, manter e demitir um colaborador, para evitar algumas armadilhas.

Carlos Freitas explicou que em vários casos as ações trabalhistas são provocadas por pequenos descuidos ou falta de conhecimento da legislação. Além do desgaste físico e emocional de todos os envolvidos, a ação judicial movida por um ex-funcionário prejudica o orçamento do condomínio, podendo até deixar as contas em vermelho”, alertou Freitas.

Processo de admissão, folha de pagamento, férias, alteração de função, turno de trabalho, folgas e outros itens fazem parte da rotina de administração de pessoal. É preciso ainda esclarecer as dúvidas dos profissionais contratados, entre elas, as questões mais comuns são referentes às horas extras, que devem ser pagas sempre que o tempo do turno de trabalho for excedido.

Outra informação prestada pelo empresário refere-se à jornada de trabalho, que não deve ser superior a oito horas diárias e 44 horas semanais. Todo funcionário tem direito a repouso semanal remunerado e a uma hora de intervalo para refeição quando o turno ultrapassar as seis horas diárias. Se o colaborador não cumprir seu horário de refeição, tem direito a hora extra. “Há ainda outros detalhes que podem gerar problemas trabalhistas, como o intervalo necessário entre a folga e o retorno do trabalho para folguistas noturnos e o pagamento extra em caso de acúmulo de funções”, destacou.

Uma alternativa interessante para os condomínios, segundo Freitas, é a contratação de uma empresa terceirizada para realizar as atividades condominiais, como a limpeza, manutenção, portaria e vigilância. “É uma boa opção, pois reduz as despesas com funcionários. Com profissionais terceirizados, o condomínio não precisa se preocupar com os custos de admissão e demissão de pessoal e nunca ficará na mão, já que a terceirizada é obrigada a mandar outro funcionário para substituir quem estiver de férias ou tiver faltado por qualquer motivo”, disse.

No entanto, segundo ele, que é diretor de Locações da Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis (Abadi), mesmo com a contratação de uma empresa terceirizada, o condomínio não está livre das ações judiciais. Se houver alguma ação contra a empresa e o condomínio for citado, o pagamento dos custos será de sua responsabilidade caso a terceirizada não arque com o prejuízo.

 

Fonte: Folha do Condomínio